Como repensar a privacidade com as novas tecnologias?

Vivemos tão empolgados com as inovações tecnológicas que muitas vezes esquecemos que além das inúmeras oportunidades de as usarmos para criarmos rupturas nos negócios, também incorremos em riscos. O big data nos abre imensas possibilidades de fazermos análises e correlações impensáveis há alguns anos atrás. Criamos oportunidades de conhecermos intimamente nosso clientes, abrindo espaço para engajamentos contínuos com eles. Afinal, estão conectados aos seus smartphones e tablets todos o tempo e sabemos onde cada um deles está a cada momento.

 

Mas tudo tem seu “dark side” e neste artigo gostaria de instigar um debate sobre alguns aspectos que precisamos, pelo menos, melhor entender e avaliar. Privacidade é o tema. Até que ponto queremos ou mesmo sabemos onde termina nossa privacidade e que desejamos em troca dela?

 

Leia mais do texto do Cezar Taurion no Imasters.com.br